Cerveja vs vinho

  • By
  • On 2nd junho 2014

Se alguém compara os ingredientes do vinho e da cerveja, percebe que o primeiro foi elaborado à base de uva, água e levedura. As uvas são uma fonte de açúcares e fibra, mas só uma pequena parte sobrevive à fermentação e à filtragem.  Por outro lado, a cerveja elabora-se com cereais, água e levedura. Os grãos utilizados normalmente são cevada e trigo (embora pode-se usar o milho e o arroz), os dois com uma grande variedade de vitaminas que sobrevivem ao processo de elaboração. cerveza o vino 2 Se você tenta controlar o consumo de calorias, a etiqueta de uma cerveja ou do vinho comum de pouco serve. A diferença em relação com a maior parte dos produtos alimentares embalados, os fabricantes de cerveja e vinho não têm a obrigação de expor a informação nutricional. Apesar disso, existem alguns produtores de cerveja que expõem os seus relativamente baixos níveis de calorias nas etiquetas das suas embalagens. – Vinho de mesa e espumantes: O nível de calorias para uma porção de vinho é relativamente constante nas diferentes marcas e estilos. A maior parte de vinhos brancos e tintos como o merlot, o cabernet sauvignon ou o chardonnay têm entre 110 e 120 calorias por cada 140 gramas. O Champagne seco e outros vinhos espumantes similares possuem umas 116 calorias por porção. – Vinho de sobremesa: Os vinhos doces e de sobremesa tendem a possuir mais calorias por porção do que os vinhos de mesa ou os espumantes. Por exemplo, os vinhos doces de colheita tardia têm uma média de 178 calorias. O vinho do Porto contem umas 154 calorias enquanto o vinho de Jerez possui umas 146 calorias por cada 100 gramas. – Cerveja: A diferença em relação com o vinho é que as cervejas variam muito no seu teor em calorias, que normalmente se corresponde à quantidade de álcool – ao redor de 7 calorias por grama -. Contrariamente à maioria dos vinhos de mesa, que têm entre 12 e 16 por cento de álcool por volume e possuem níveis de calorias relativamente consistentes, a cerveja pode variar amplamente segundo o estilo. Por exemplo, uma lager americana comum, como a Budweiser, contem 145 calorias e um 5% de álcool por volume. Porém, uma barleywine como a Serra Nevada Bigfoot tem um 9,6% de volume alcoólico e 330 calorias. É verdade que quase todas as cervejas indicam o volume de álcool na sua embalagem. Por tanto, se alguém tenta reduzir o consumo de calorias, deve escolher cervejas com menor quantidade de álcool. No verão, o vinho tinto e a cerveja são das bebidas mais consumidas. É por isso que, se ainda tem dúvidas a respeito da sua escolha, nós oferecemos uma ferramenta para o ajudar a escolher entre estas duas bebidas: um quadro que mostra as diferenças nutricionais que existem entre elas. Os nutrientes do quadro indicam o valor cada 100 cl de bebida (1/2 copo). Além disso, os valores do quadro fazem referência à cerveja clara derivada do malte e ao vinho tinto médio, mas segundo a marca e a sazonalidade, alguns nutrientes e suas concentrações podem mudar. valor nutricional de la cerveza A cerveja derivada do malte tem mais hidratos e vitaminas do grupo B do que o vinho tinto. Além disso, o seu teor alcoólico produto da fermentação é inferior ao do vinho. Pelo seu lado, o vinho tinto supera à cerveja pelo seu teor de potássio e de magnésio. As duas bebidas são ricas em minerais, mas a cerveja supera o vinho no que respeita às vitaminas, embora o vinho ter demonstrado os seus grandes benefícios a nível cardiovascular e os potentes antioxidantes que tem. Em resumo, uma grande parte da sua escolha depende do seu gosto, mas se quer moderar a quantidade de álcool e calorias consumidas, pode inclinar-se pela cerveja. Eu acho que é importante conhecer mais um bocado a composição nutricional das bebidas pois é frequente considerá-las só um líquido mas contêm nutrientes, álcool e calorias.

Jordi Torras
Gerente em Gruit Projects SL