Gruit Ale

Em um passado não muito distante, a cerveja era fabricada com um conjunto variado de ingredientes botânicos. Ervas, raízes e especiarias, eram usadas pelos nossos antepassados europeus, a fim de dar às suas cervejas diferentes aromas, sabores e propriedades. Estas plantas eram conhecidas como Gruit, às vezes Gruit Ale. Hoje, porém, a cerveja é quase exclusivamente fabricada com uma só erva: o lúpulo.
O lúpulo é maravilhoso para a elaboração da cerveja. Ele tem as qualidades que poucas plantas têm, sendo ao mesmo tempo amargo, aromático e anti-séptico, qualidades todas muito valorizadas em uma boa cerveja. Talvez isso explica por que o lúpulo tem suplantado todas as outras alternativas de ervas. O que é interessante sobre a história da cerveja é quando você perguntar por que lúpulo? E a resposta é: por causa do Gruit.